Manual de Linguagem de Vendas

O importante não é ser mais um “bom vendedor” no mercado de trabalho e sim um excelente e completo profissional de vendas, capaz de transformar situações negativas em oportunidades de negócios, influenciando positivamente seu cliente e criando a fidelização do mesmo. A experiência de quase trinta anos de trabalho de um vendedor, os conhecimentos básicos de psicanálise ensinados por um respeitado psicanalista, e os conceitos e práticas de programação mental, também ensinados por um bom hipnoterapeuta clínico se mesclam neste livro, oferecendo ao leitor uma grande oportunidade de crescimento e aperfeiçoamento pessoal e profissional.

Esclarecendo pontos importantes da psique humana e desmistificando falsos conceitos inseridos no inconsciente coletivo, que muitas vezes impedem a prosperidade e o sucesso individual, o conteúdo deste manual abre uma nova visão do mundo das vendas. Mostra que essa situação é corriqueira no dia-a-dia das pessoas, mesmo no daquelas que não trabalham com vendas. Quanto mais se dominam determinadas técnicas de postura, linguagem, e se desenvolvem confiança em si e interesse pelo cliente, os resultados positivos vão acontecendo de forma natural e sem esforço. Para os vendedores, este manual traz a chance de ampliar perspectivas de negócios, com o consequente aumento nos lucros individual e da empresa. Para quem não lida diretamente com vendas, o assunto é extremamente interessante para esclarecer como se pode “vender”, na vida diária, ideias, imagem pessoal, uma vontade, saúde, como fazem os médicos, farmacêuticos, dentistas e outros.

Esta é uma importante oportunidade para adquirir:
• A libertação de falsas ideias limitantes
• Uma nova visão do mundo das vendas
• Uma nova maneira de perceber o cliente
• Mais confiança em sí
• Uma inovadora técnica de linguagem de vendas
• Uma postura profissional de excelência

Com tudo isto “em mãos”, mais cedo ou mais tarde o vendedor perceberá uma profunda e positiva transformação em sua vida profissional, e com certeza em sua vida pessoal também. Leia o Manual de Linguagem de Vendas – Um Recurso para o Sucesso, e entenda por que ele é considerado muito mais que um simples livro: é uma verdadeira transformação de vida!

Autoprogramação – Mude sua Mente – Mude sua Vida

Esse curso ensina a arte de criar a sua realidade interna, através da programação mental, favorecendo a transformação positiva da vida. São conceitos e práticas eficazes que, em pouco tempo, trazem o crescimento e aperfeiçoamento interior, o sucesso, a prosperidade, melhoram a saúde e a qualidade de vida e trazem bem estar físico e mental. Como os módulos são independentes, você pode começar a mudar sua vida, para melhor, a qualquer momento. Experimente!

Total de horas aula: 16h

Inscrições: comunicacao@drjuliogomes.com

1297 01

Hipnose Clínica

Curso voltado para aqueles que se interessam em ser profissionais de psicoterapia.

É um curso de cinco meses, com aulas duas vezes ao mês, aos sábados.

Além da formação o curso permite uma reciclagem interior muito profunda.

É uma grande oportunidade de se formar em hipnose clínica, aumentando assim seu leque de atuação no mercado.

Total de horas aula: 80h

Linguagem de Vendas – Um Recurso para o Sucesso

Este curso se destina a todas as pessoas, não só a vendedores como inicialmente podemos imaginar.

Pode ser considerado um tratado de persuasão favorecendo qualquer pessoa a estar um passo à frente das demais.

Este conhecimento coloca você nos melhores empregos, nas melhores empresas ou faz o seu negocio próprio decolar à estratosfera do sucesso.

Total de horas aula: 12h

Cromoterapia

Curso que dá um entendimento profundo da ação das cores em nossa vida, em nosso corpo, em nosso ambiente.

Inclui momentos de prática na aplicação das cores nas diversas situações da vida.

Total de horas aula: 6h

Curso Dançando com Deus

O curso Dançando com Deus  atraiu dezenas de pessoas interessadas em conhecer uma nova interpretação da Bíblia, apresentada pelo psicanalista e hipnoterapeuta Dr. Júlio Gomes. Ele faz uma releitura de passagens bíblicas para mostrar que o poder da mente foi ensinado na Bíblia  e que Deus criou o homem para ser um vencedor. A partir dessa nova maneira de entender as mensagens bíblicas é possível começar um novo diálogo com Deus.  Esses ensinamentos estão no livro “Dançando com Deus” escrito pelo Dr. Júlio Gomes.

O curso foi realizado no dia 07 de junho de 2014.

 

Dançando com Deus 1.A Dançando com Deus 7A

PROGRAMANDO 2014

Dr. Júlio Gomes encerrou 2013 com a palestra  Programando 2014. 

É comum no no final do ano as pessoas começarem os planos para o novo ano que se aproxima. Mas também é muito comum que a maioria dos projetos não cheguem a se concretizar. Isso acontece porque as pessoas não se programam para o que desejam. Nessa palestra o psicanalista e hipnoterapeuta Júlio Gomes mostrou que é possível tornar o desejo realidade e ensinou algumas práticas que podem e devem ser usadas para atrair para a vida de cada um, aquilo que ele (a) tanto deseja. Foi um encontro de sucesso, que elevou o auto-estima dos participantes e com certeza, muitos já começaram a trilhar novos caminhos para alcançar além de suas metas.

_MG_3770 _MG_3750 _MG_3768

Filmes comentados: “Quem somos nós?” e “Segredo”

Filmes comentados:

‘QUEM SOMOS NÓS?”  e  “SEGREDO”

Dr. Júlio Gomes iniciou o ano de 2014  promovendo a exibição de dois filmes que mostram, com base científica, que tudo que pensamos e desejamos atraímos para nossa vida. Daí a importância de se autoprogramar para atrair sucesso, amor, alegria, prosperidade e alcançar além de nossas metas. Para as pessoas que assistiram os filmes “Quem somos nós?” e “Segredo”, o ano de 2014 com certeza começou com os horizontes mais abertos e cheio de novas possibilidades. 

 

_MG_4271A _MG_4276A 4286A 4365 A 4367A_1 4372A

Palestra: Manual de Linguagem de Vendas / ACMinas – 2014

No dia 21 de maio Dr. Júlio Gomes ministrou uma palestra, a convite da ACMinas, sobre linguagem de Vendas. O tema está no seu  último livro “Manual de Linguagem de Vendas”, onde ele aborda a importância de saber vender não somente produtos, mas também a  imagem profissional e pessoal.No final da palestra Dr. Júlio Gomes foi abordado por vários participantes que elogiaram a palestra e ficaram interessados em aprofundar nesse estudo.

 

5177AA 5186A 5206A

Curso Autoprogramação – um Recurso para o Sucesso / 2014

AUTOPROGRAMAÇÃO – UM RECURSO PARA O SUCESSO
Encerramos mais um curso Autoprogramação – um Recurso para o Sucesso com muita satisfação ao ver que todos estavam sorridentes e felizes, acreditando nas mudanças que já estão ocorrendo em suas vidas. Esse é o nosso objetivo: ensinar a usar ferramentas para que todos trilhem seus caminhos de sucesso e realizações sem precisar de muletas. Acredito que essa turma já encontrou esse caminho. Vamos continuar plantando sementes. No segundo semestre começaremos uma nova jornada de autoprogramação. Feliz tudo de bom para todos nós!
Autoprogramação 2014 A
DEPOIMENTOS DOS ALUNOS
“Dr Julio,o nosso Professor,um homem enviado de DEUS na sua redescoberta
com a sua luz e expansao pela Vida.Atravez do curso voce nos ofereceu
os conhecimentos necessarios para que,de agora em diante possamos
anular dificuldades e com mais facilidade,realizar os nossos desejos
indo ao encontro do sucesso e de uma vida melhor.Obrigado Julio e que
voce continue sendo exemplo para todos nos.Te amamos e o mundo
tambem. Abraços, Adelaide e Leisa”

Matéria publicada no caderno Bem Viver do Estado de Minas dia 16/03/2014 Tema: inveja

 

Estado de Minas

A ALEGRIA ALHEIA INCOMODA?

Infelizmente, sim. A inveja existe e pode trazer impactos negativos para o invejoso e para o invejado. O melhor é se proteger e não deixar que ELA destrua você

Luciane Evans

Publicação: 16/03/2014
Todo mundo, alguma vez na vida, já ouviu ou vivenciou aquela famosa história da visita que chega e, depois de elogiar a planta de sua casa, vai embora e as lindas rosas murcham e morrem em poucos dias. Ou já experimentou contar uma notícia feliz e, pouco tempo depois, a  viu se transformando, estranhamente, em tristeza, quem sabe até em tragédia.

Segundo a crença popular, existe nesses casos algo que vai muito além do que podemos ver ou tocar. Para muitos, está aí o tal olho gordo, ou melhor, um dos sete pecados capitais: a inveja. Mas será que isso não é mais uma invenção de nossas cabeças? É possível a alegria alheia incomodar? Amigos leitores,  protejam-se: a inveja não só existe como também pode prejudicá-los, principalmente em tempo de grandes exposições.

Considerado um dos sentimentos mais difusos e, ao mesmo tempo, o que temos mais dificuldades para admitir, a inveja é uma palavra que vem do latim invido, de olhar mau, ou melhor, de um mau-olhado. O mais renegado dos sete pecados capitais é uma emoção inerente à condição humana, por mais difícil que seja confessá-la. Ao mesmo tempo em que o ciúme é querer manter o que se tem e a cobiça é desejar aquilo que não lhe pertence, o invejar é não querer que o outro tenha. Existe uma fábula que diz que, certa vez, um homem, extremamente invejoso de seu vizinho, recebeu a visita de uma fada, que lhe ofereceu a chance de realizar um desejo. “Você pode pedir o que quiser, desde que seu vizinho receba o mesmo e em dobro”, sentenciou. O invejoso respondeu, então, que queria que ela lhe arrancasse um olho. Moral da história: o prazer de ver o outro se prejudicar prevaleceu sobre qualquer vontade.

É por aí que esse sentimento atua. De acordo com a fundadora do Instituto de Pesquisas em Terapia Quântica, psicóloga, psicanalista e terapeuta quântica Carmem Farage, podemos separar a inveja em material e moral. “Na primeira, queremos ter o que o outro tem e, na, segunda, queremos ser o que o outro é. Essa última é a mais dolorosa das duas. Pode ser, às vezes, muito sutil, fazendo com que o invejoso ambicione secretamente as qualidades de alguém a quem ele admira secretamente”, diz. Ela afirma que o material pode ser comprado ou roubado.” “Mas como tirar de alguém uma qualidade? Então, o invejoso passa a imitar – numa tentativa insólita de ser o que não é e que o deixa sempre muito infeliz, mal-humorado e raivoso com a vida. Essa energia negativa volta contra a própria pessoa, fazendo mais mal ao invejoso do que ao invejado, envenenando corpo e mente”, decreta.

Para a taróloga Arlete Siqueira, o sentimento é um mal forte, que pode até matar. “Geralmente, ele está dentro de casa, entre irmãos e parentes. Existe a inveja que quer ter o que você tem e aquela que não quer que você tenha. A última é a pior delas, é para derrubar”, comenta. Segundo o psicólogo Fabrício Ribeiro, professor de saúde mental e direito do Centro Universitário Newton Paiva, desejamos só aquilo que não temos. “Aquilo que tenho, não desejo. Por isso, dizemos que a inveja é querer aquilo que está na mão do outro. É sempre bom lembrar que a natureza humana não é tão boa assim”, avisa Fabrício.

CUIDADO Mas, até que ponto essa energia negativa pode destruir o invejado? Como nós, meros mortais, podemos evitar em cair na tentação de invejar? Há como se proteger desse sentimento? Para essas e tantas outras perguntas que rondam o imaginário popular toda vez que se toca nesse assunto, o Bem Viver entrevistou especialistas em diversas áreas. Todos disseram que sim, a inveja existe e é preciso cuidado com ela. E avisam: não grite alto a sua felicidade, a inveja tem sono leve.

Muito além de nossos olhos

A inveja é um sentimento ruim, de pessoas que não sabem limitar seus desejos ou que querem o que o outro tem

A benzedeira Maria José Lima lembra que a pessoa invejosa pode sofrer as consequências do mau-olhado colocado sobre outra pessoa
Cansaço sem motivos. Calafrios, dor no pescoço e uma sensação de baixa energia para os quais não há muita explicação, pelo menos para os leigos. Já para quem trabalha com o que está além de nossos olhos, esses sintomas podem até ser sinal de alguma doença, porém, podem indicar também que a inveja fez mais uma vítima. “O invejado, se não estiver forte e protegido, pode, sim, sofrer as consequências do mau-olhado que lhe jogaram”, avisa a benzedeira Maria José Limaa. Por outro lado, aquele que emana a má energia pode adoecer, já que existe nisso a lei da ação e reação. E, para os estudiosos da área, tudo aquilo que se deseja de ruim a alguém volta para si. “Fale menos da sua vida. Isso vale tanto para as coisas ruins quanto para as boas”, aconselha a benzedeira, lembrando que as redes sociais podem, sim, alimentar tudo isso. E repete: “Não se exponha tanto. Sua alegria pode torná-lo frágil e incomodar muita gente”.

Baiana e há 11 anos em Belo Horizonte, Maria José Limaa joga búzios, é taróloga e numeróloga. Bacharel em filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especializada em história da África pela Faculdade de Educação (FAE), é também benzedeira, dom que herdou de seus familiares baianos. Sem cobrar pelo serviço, já que em se tratando de bênção nada pode ser cobrado, ela atende cerca de 10 pessoas por dia em Belo Horizonte e diz que a inveja é algo inerente ao ser humano, e o que muda de uma pessoa para outra é a maneira de lidar com esse sentimento. “Uma mulher, ao invejar o corpo da outra, pode fazer atividades físicas para ter o visual parecido ou desejar que aquela engorde”, compara.

Para Maria, não existe a inveja boa ou “branca”, como já ouvimos dizer por aí. “Esse é um sentimento ruim e o que muda é a maneira como lidamos com ele.” De acordo com ela, o invejoso é detectável, pois geralmente são pessoas que dizem palavras negativas, têm olhares marcantes para determinada coisa e estão no convívio do invejado. “Eles chegam a dizer ‘estou com inveja de você’”, alerta Maria, dizendo que a alegria alheia incomoda e desperta esse pecado capital, tanto é que, para ela, hoje, as redes sociais, em que os usuários expõem seus momentos felizes, servem como um despertar para o mau-olhado. “Há pessoas que gostam de provocar as outras. Isso não é bom, o melhor é sempre ser mais reservado sobre a sua vida.”

Falando assim, esse sentimento pode até parecer algo esporádico na sociedade, porém, “é mais comum do que se imagina”, conforme comenta a terapeuta quântica e fundadora do Instituto de Pesquisas em Terapia Quântica, Carmem Farage. Segundo ela, o Facebook, por exemplo, se tornou um ambiente para as pessoas se mostrarem. “As pessoas nunca postam ali o que elas têm de ruim, mas o que acham que pode provocar no outro. Nessa brincadeira, não sabem a proporção que isso pode tomar e voltar contra elas mesmas.” Na visão da Carmem, a inveja é uma das energias mais destrutivas que podemos observar naquele que a detém. “O invejoso é aquele que não sabe limitar seus desejos. Aquilo que ele não possui o tortura a ponto de negar aquilo que tem para desejar o que o outro tem. Nossa sociedade, estruturada como está, torna esse sentimento negativo tão comum que passamos a achá-lo normal. Mas não é. Ele consome quem o sente, podendo levar a pessoa a atos muito destrutivos.”

SAUDÁVEL Reconhecendo que todos temos esse sentimento, Carmem diz que, em certo grau, ele é até saudável. Isso porque, segundo ela, esse pecado capital pode impulsionar a pessoa a melhorar de vida. “Chega a ser necessário, uma vez que impulsiona você a buscar algo. Somos seres desejantes. Porém, em um grau maior, a inveja vai além.”

Ela diz que a insatisfação generalizada trará sentimentos e atitudes indesejáveis na vida do indivíduo: o ódio, o ciúme, a alegria com a desgraça alheia, o desconforto com o sucesso alheio, a maledicência, a calúnia, a imitação e o roubo. “As consequências disso são mágoas, tristezas, lamentações, nostalgia, desprezo, indignação, urgência em satisfazer suas vontades – descontentamento em geral. Uma lista de energias tão negativas que acabam com a pessoa, podendo trazer doenças físicas a médio prazo.”

Use o mal a seu favor

Para a terapeuta quântica Carmem Farage, a inveja é uma dos sentimentos mais destrutivos para quem o detém

Do ponto de vista quântico, Carmem diz que tudo que está em nossos pensamentos gera vibrações. “Temos, além do corpo físico, outros seis corpos em que cada um vibra em sua velocidade, gerando sintonia entre as outras pessoas. Por isso, a inveja só afeta aquele que estiver na mesma sintonia”, diz, explicando que para duas pessoas terem uma vibração em comum é preciso estar no mesmo convívio. “Esse sentimento que afeta pode também lhe fazer crescer. Você pode aproveitar, por exemplo, as maledicências de um invejoso para perceber seus defeitos. A inveja do outro pode me fazer me ver no espelho”, avisa.

O invejoso, segundo ela, é limitado, não se sente capaz e normalmente não é bem-sucedido como gostaria. “Ninguém inveja o mendigo, mas aquele profissional que está na ponta.” A primeira atitude que Carmem aconselha é tomar consciência dos padrões de comportamento realizados na infância. “A pessoa, por exemplo, pode ter sofrido quando criança de limitações baseadas em padrões comportamentais. Em função da dor e do sofrimento, esse sentimento de menos valia vai desenvolver, em algumas pessoas, a inveja.”

Para quem a sente, segundo Carmem, há um carma muito grande. “E tudo volta para a pessoa, pois é a lei do universo. É ação e reação. O invejoso tem picos de mau humor durante os dias e sempre se faz de vítima. Entre os carmas que observamos naqueles que geraram essa energia, podemos citar a perda de bens materiais de forma inexplicável, da fama, sofrimento por receber ataques à sua conduta moral, ser vítima de calúnias ou de processos judiciais, ser roubado, ser incapaz de expressar suas qualidades pessoais.”

Proteção e autoconhecimento

Para se livrar das más energias, segredo é combinar a bênção, o uso de objetos e a consciência de si mesmo

Maria José Lima usa galhos de arruda, alecrim e rosas brancas em suas bênçãos
Folha de arruda atrás da porta. No banho, sal grosso. Incenso para dias pesados e “olho grego” espalhado pela casa. Todo mundo conhece ou já usou alguma forma para se proteger da tão perigosa inveja. Além das tradicionais proteções, autoconhecimento, amor , gratidão, meditação e pensamentos positivos podem fazer com que essa má energia fique bem longe de você. “Por falta de conhecimento, a maioria das pessoas é receptiva à inveja. É preciso uma consciência do poder que se tem”, comenta o psicanalista, hipnoterapeuta e professor da Associação Mineira de Psicanálise Júlio Gomes.

Benzer, como todo mundo já ouviu falar, é o caminho mais procurado por quem sente a presença das más energias. Quantos pais já não recorreram às benzedeiras para proteger seus filhos? De acordo com a benzedeira Maria José Limma, as crianças, como têm alegria e inocência, são alvos fáceis para o mau-olhado. “Benzer é se tornar leve”, define Maria José. Aos 45 anos, ela conta que a bênção dada por ela, tanto em adultos como nos pequenos, é feita com arruda, alecrim e rosas brancas. Isso porque, tradicionalmente, muitas plantas ajudam nesse combate ao “olho gordo”.

Segundo lembra a benzedeira, a sábia natureza tem o poder de energizar. Por isso, as cachoeiras e até mesmo o mar são banhos bons para tirar o que muitos chamam de “inhaca”. “A folha de arruda é extremamente sensível às más energias. As plantas espada de São Jorge e mirra também dão proteção para a casa”, comenta. Porém, para os banhos de sal grosso, ela avisa que não podem ser usados como o único elemento. “O sal grosso limpa tudo, tanto as energias ruins quanto as boas. Por isso, é bom acrescentar um pouco de açúcar”, ensina.

Para explicar o invejável, Júlio Gomes recorre ao mestre em engenharia elétrica e Ph.D em psicologia Dean Radin, que aponta que em 1985 o folclorista britânico Frederick Thomas Elworthy criou o termo the evil eye (o mau olhado). “Ele descreveu como sendo universal a crença de que o olho tem o poder de emitir uma força maligna visando penetrar e comprometer os corpos de criaturas vivas e objetos inanimados.” De acordo com Júlio, a biofísica mostra que somos todos um complexo eletromagnético e, sendo assim, nos comunicamos por meio de ondas.

“Você transmite e recebe essas ondas eletromagnéticas. E toda onda carrega consigo uma informação. Se você tem um mau pensamento, vai transmiti-lo. Para outro alguém recebê-lo tem que estar sintonizado nessa mesma frequência”, afirma Júlio, dizendo que quando a qualidade desse eletromagnetismo é trabalhada, por meio dos pensamentos positivos e os bons sentimentos, é possível não sentir a inveja nem ser invejado. “Tudo que você manda para fora tende a voltar para você. Quando você eleva o seu padrão de pensamento, você melhora esse eletromagnetismo”, diz.

O psicanalista, hipnoterapeuta e professor Júlio Gomes diz que as pessoas são receptivas à inveja por desconhecimento

EQUILÍBRIO Júlio ainda defende para essa blindagem, práticas como oração, lazer, boa música e boa leitura. Esse equilíbrio também é a proposta da terapia quântica. De acordo com a terapeuta e fundadora do Instituto de Pesquisas em Terapia Quântica Carmem Farage, toda emoção tem que ser equilibrada. “A alegria é uma postura muito boa diante da vida, porém o excesso dela é um sinal de que algo está errado. A felicidade serena vem do autoconhecimento e é fruto de uma postura equilibrada”, diz, comentando que a inveja pode ser trabalhada no resgate da causa. “Fazemos terapias que ajudam a ir na origem do que gerou esse sentimento de inferioridade e teve como consequência a inveja, que na nossa visão é a ponta do iceberg. Às vezes, a pessoa invejosa hoje pode ser reflexo da sua vida passada.”
Como proteção a esse sentimento, Carmem aponta a consciência de si mesmo como primordial. “Saber quem se é e não se importar com o que o outro pensa é uma forma de se proteger. Não se pode temer o outro. É fundamental uma experiência espiritualista para conhecer o propósito da existência humana no planeta e sair do lugar de vítima”, ressalta, completando que o autocontrole sobre as emoções é outro ponto forte. Para a taróloga Arlete Siqueira, com a fé a inveja não consegue destruir muito. “Orar é primordial”, ensina.

A Verdadeira Realidade

Quando você começa a se colocar em ondas cerebrais mais baixas com assiduidade e nesse estado começa a visualizar seus objetivos, senti-los como reais e repetir ideias relacionadas ao sucesso, saúde e prosperidade, com disciplina e persistência, forças universais começam a se mover a seu favor.

more “A Verdadeira Realidade”

Como usar a comunicação não verbal para autoprogramar

Você pode entrar o ano de 2014 com grandes expectativas e continuar a trabalhá-las, para atingir suas realizações por todos os dias do ano sem que desanime e entregue os pontos no meio do caminho.

Você pode andar sempre para frente, sem estar envolvido no fenômeno comum que assola grande parte das pessoas: dar um passo para frente e três para trás.

more “Como usar a comunicação não verbal para autoprogramar”

Aula de hipnoanálise na AMAP

Pela segunda vez o Dr Júlio é convidado pela AMAP para ministrar o curso de Hipnoanálise para seus alunos.

O curso foi muito eslarecedor para os alunos que daqui a dois anos se formam em Psicanálise.

Veja as fotos

Júlio Gomes ministra palestra durante Encontro Nacional de Aposentados

 

Dr. Júlio Gomes foi convidado para ministrar a palestra “Alcançando além das Metas”, durante o XVI ENAPO 2013 – Encontro Nacional das Associações Federais e Aposentados e Pensionistas da Previdência Social, Saúde e Trabalho, realizado dia 18 de setembro. O encontro foi organizado pela Associação dos Servidores Federais Aposentados dos Ministérios da Previdência Social, Saúde e Trabalho (ASAS/MG). Aposentados de várias parte do país participaram do evento e assistiram atentos a palestra. Após a conferência, Júlio Gomes autografou seus livros e conversou com os participantes, que ficaram entusiasmados com a forma simples e clara que ele  ensinou como é possível “Alcançar além das metas” e ter uma vida de sucesso em todos os sentidos.

1408 site 1420 site 1432 site 1433 site 1436 site 1437 site site 1 site 21424 site

Curso Autoprogramação – Um Recurso para o Sucesso

AUTO-PROGRAMAÇÃO – UM RECURSO PARA O SUCESSO

Esse curso ensina a arte de criar a sua realidade interna, através da programação mental, favorecendo a transformação positiva da vida. São conceitos e práticas eficazes que, em pouco tempo, trazem o crescimento e aperfeiçoamento interior, o sucesso, a prosperidade, melhoram a saúde e a qualidade vida e trazem bem estar físico e mental. Com o os módulos são independentes, você pode começar a mudar sua vida, para melhor, em outubro. Experimente ! Você pode encerrar 2013 promovendo mudanças internas, que vão te levar a viver o tudo de bom da vida. Inscrições: comunicacao@drjuliogomes.com – Vagas limitadas.

1297 01
558 11288 A 1284 A

Palestra Dançando Com Deus

A palestra, baseada no livro “Dançando com Deus”, que teve sua segunda edição lançada em julho/2013, foi um sucesso. A sala ficou lotada e todos acompanharam as palavras de Júlio Gomes com atenção. Muita gente tentou se inscrever na última hora, mas não havia condição de receber mais pessoas. Por isso outra palestra sobre o Livro Dançando com Deus deverá ser realizada em setembro. Aguardem.

_MG_0450 04560349_1

 

0349 A

 

_MG_0452

Breves reflexões

Júlio Gomes

1) O mundo precisa de seres humanos equilibrados, conscientes de si e de seu poder de transformar o universo ao redor. A contribuição que cada ser pode dar para o crescimento e desenvolvimento da humanidade é buscar evoluir individualmente. Isso inclui amar a si mesmo, pois só conseguimos amar o próximo se amamos a nós mesmos. Jesus ensina isso quando diz: “amai ao próximo como a ti mesmo”.

2) Não somos seres pequenos, somos tão grandes e importantes para Deus que Ele permitiu que seu filho morresse por nós. Somos únicos em todo universo, cheios de talentos e poderes que podem contribuir, e muito, para a evolução da raça humana. Como descobrir estes talentos e poderes é a questão. Uma das maneiras para que isso ocorra é nutrir momentos de introspecção, meditação e/ou oração. O constante contato com o nosso eu interior favorece o aperfeiçoamento. É importante também o cuidado com o corpo. O cuidado com a Saúde física deve ser proporcional ao cuidado com as questões da mente e do espírito (Mente sã em corpo são, lembra?).

3) Além de dinheiro, emprego e realização profissional, devemos amar e ser amados, sonhar e realizar nossos sonhos, sorrir bastante, abraçar muito, fazer bastante amor, viajar, ver nossos semelhantes como companheiros de jornada, não guardar mágoas, perdoar sempre, viver o “tudo de bom” da vida a cada instante. Se você já ouviu alguém dizer que a vida é uma luta tenha dó desta pessoa, porque ela está iludida por uma das maiores mentiras que reinam na mente da maioria das pessoas. Vivendo o tudo de bom da vida, você está favorecendo que muitos também vivam desta forma, pois estamos todos conectados.

4) Viver cada momento da vida como se fosse único é uma questão de segurança. Se existe segurança de que o passado é uma escola e o futuro se constrói agora com cada pensamento e com cada atitude, temos segurança de nos entregar ao momento presente sem preocupações (com o futuro) ou remorsos (de acontecimentos passados). Na maioria das vezes quem nos rouba a atenção do momento presente é o passado ou o futuro.

O fato de nos aprimorarmos a cada dia de nossas vidas favorece o aprimoramento de toda humanidade. O fato de vivermos o tudo de bom da vida favorece que outros também vivam o tudo de bom da vida. Só quando se assume a própria vida de forma consciente e integral é que colaboramos para o crescimento e aperfeiçoamento de tudo e todos.

Por que Dançar com Deus

Dr. Júlio Gomes

O livro Dançando com Deus nasceu de uma necessidade própria, pois quando ele foi “gerado” eu me encontrava em uma situação de perda. Tinha perdido tudo que conquistara material e emocionalmente. É como se tivesse voltado ao ponto zero.

De onde me encontrava podia vislumbrar dois caminhos para minha vida: a ruína – e não faltou quem desejasse que eu escolhesse este caminho -, ou dar a volta por cima, começar de novo, mas de uma maneira melhor, mais eficiente, visando alcançar os desejos do meu coração e talvez além deles.

Não me lembro como fui apresentado a uma literatura motivacional que me chamou a atenção, pois “batia” com meu novo projeto de vida: alcançar além das minhas metas. Fui me dedicando ao aprendizado destes ensinamentos, que eram novos para mim, com dedicação e disciplina. Logo eles passaram a apresentar resultados práticos e positivos em minha vida.

De repente percebi que todo este ensinamento motivacional está contido na Bíblia. Notei que a Bíblia é um livro motivacional. Ela ensina e motiva o homem a desenvolver seu poder interior, e assim refletir a imagem e semelhança que ele, o homem, é de Deus. Assim a criação vai se mesclando com o criador e eles, criatura e criador, vão se tornando um.

Mas por que este ensinamento não é transmitido para as pessoas? Simples, os detentores do poder político, religioso e econômico não têm interesse algum em permitir que a Bíblia seja interpretada como um livro que ensina que Deus abençoou o ser humano com poder. Um poder interior tão forte que é capaz de dar ao ser humano tudo que ele deseja ter, ser e fazer.

É claro que para os “poderosos” é melhor que os ensinamentos bíblicos sejam interpretados de maneira que possam servir ao propósito de reprimir, oprimir e alienar as pessoas, afastando-as da verdade de que somos deuses, destinados a “dominar toda Terra”.

Assim fui costurando e unindo a teoria motivacional da atualidade com os velhos e eficazes ensinamentos bíblicos. Como já disse, passei a ver a Bíblia como o primeiro livro motivacional que a humanidade teve ao seu dispor.

Esta nova forma de interpretação bíblica, unida aos conceitos motivacionais da atualidade, melhora a qualidade de vida daqueles que se interessam por estes ensinamentos. Proporciona condições de crescimento e aperfeiçoamento interior de cada indivíduo, levando estes a uma melhor atuação em prol da coletividade. Isso porque estando bem interiormente e conscientes do poder interior, que é natural em nós, produzimos melhor, vivemos melhor, amamos mais, somos mais e mais saudáveis, dinâmicos, criativos e por aí vai.

Foi assim que minha vida deu uma guinada de 180 graus. Aplicando o que estava aprendendo diariamente, com dedicação e disciplina, fui conseguindo tudo que desejava em cada etapa da minha vida. Restabeleci para mais a minha condição material, emocional e passei a dar valor, também, ao desenvolvimento espiritual. Em função desta nova experiência de vida, bem sucedida, criei até uma frase, metafórica, que diz o seguinte: “Vivo as infinitas possibilidades positivas de realizar o impossível”, ou seja, posso conseguir sempre mais daquilo que acho que posso, pois passei a saber e crer com todo meu entendimento, de todo meu coração e com todo meu ser que “EU TUDO POSSO”.

Portanto a vida se tornou leve, prazerosa, alegre, fluida, cheia de amor, paz, equilíbrio, força, poder, energia, saúde e muito mais. Uma vez que esta força superior que rege todo o universo me presenteou com este entendimento, sinto na obrigação de transmiti-lo a outros, para que eles não precisem sofrer o que eu sofri para descobrir as maravilhas da vida neste plano da existência humana. Que eles possam perceber o quanto é maravilhoso viver cada instante da vida de forma intensa e apaixonada, cheios de tudo de bom que ela tem para oferecer, do material ao emocional, passando pelo espiritual, pelo sentimental, pelo físico.

Hipnose sem mistério

Dr. Júlio Gomes

A hipnose clínica está cada vez mais aceita como alternativa de tratamento. Hoje é uma ciência respeitada, em função de uma sólida comprovação cientifica de sua eficácia como auxiliar na cura de uma série de doenças, como: dor, hipertensão, asma, obesidade, problemas gástricos de fundo emocional, síndrome do pânico e muitas outras. Além de sua atuação na cura de diversas doenças, ela também pode ser usada na programação mental rumo ao sucesso, prosperidade, equilíbrio, paz e muito mais.

Sempre se faz necessária a distinção entre a hipnose clínica e a hipnose de palco. A hipnose clínica é uma opção terapêutica, uma especialidade com base científica. A hipnose de palco é um entretenimento banal, onde tanto hipnólogo como hipnotizado se propõem a dar um show.

A história da hipnose começa no Egito (XXX a.C.), onde sacerdotes induziam certo tipo de estado hipnótico, e começa a se tornar ciência alguns milhares de anos depois, quando Freud utilizou a técnica por muitos anos em seus pacientes. Recentemente, o psiquiatra Milton Erickson estabeleceu princípios e técnicas que alavancaram o uso e o sucesso da hipnose.

É bom esclarecer alguns mitos que pairam sobre o tema, como: o paciente nunca fica à mercê do hipnólogo, o hipnotizado sempre volta do estado hipnótico, estado hipnótico não significa estado de inconsciência, paciente nunca revela ou faz nada que não deseje e hipnose nunca é prejudicial à saúde.

Bom, depois desta breve e sucinta explanação você pode estar se perguntando: mas o que é um estado hipnótico? Tereza Robles, fundadora do Instituto Milton Erickson na Cidade do México, define este estado de forma simples e clara: É um estado alternativo de consciência como os produzidos pela meditação, pela oração e pela música (Robles, 2008). Com esta conceituação tão simples e objetiva pode-se perceber que não existe nenhum mistério em torno desta ciência, que tem ajudado tantas pessoas de diversas maneiras.

Para terminar esta breve “conversa” gostaria de deixar um depoimento de uma ex-aluna do curso de hipnose que vem praticando as técnicas aprendidas: “Adorei! Sou prova de que a hipnose é maravilhosa, pois, estou alcançando muito além do que eu pensava alcançar e continuo em pleno sucesso… Só tenho a agradecer… Obrigada. Wanessa Armond”.

Lançamento do livro Dançando com Deus

Foi um sucesso o lançamento do livro “Dançando com Deus”.  Amigos e familiares foram à Biblioteca Pública onde Júlio Gomes promoveu uma manhã de autógrafos no estilo mineiro,  recheada de boas conversas e boa leitura.  Foi um momento de confraternização e alegria.

 

 

julio 02 _MG_9409 _MG_9412 _MG_9414 _MG_9417 _MG_9423 _MG_9429 _MG_9441 _MG_9451 _MG_9456 _MG_9460 _MG_9478 _MG_9485 _MG_9488 _MG_9490 _MG_9504 _MG_9509 _MG_9511 _MG_9522 _MG_9524 _MG_9525 _MG_9528

Alcançando Além das Metas em Guarapari

Dr. Júlio Gomes ministrou a palestra “Alcançando além das Metas”  em Guarapari, a convite de Demétrio Iabrudi de Castro, proprietário da loja Nação Verde e um  dos patrocinadores do 50º Encontro Empresarial de Guarapari. O Espaço onde o evento foi realizado ficou lotado e após a apresentação muitos participantes procuraram o Dr. Júlio Gomes  em busca de mais informações sobre o trabalho que ele desenvolve por meio da auto-hipnose e o poder da mente. Foi um encontro positivo para todos que queriam e ainda querem alcançar além das metas. Já somos parceiros.

 

julio guarapari 14 júlio e Demétrio Júlio Guarapari julio guarapari 5 julio guarapari 6 julio guarapari 8 julio guarapari 10julio guarapari 11

Abertura do curso Auto-Hipnose Um Recurso para o Sucesso

O primeiro módulo do curso Auto-Hipnose – Um Recurso para o Sucesso foi realizado nos dias 22 e 23 de fevereiro. Os novos alunos ficaram empolgados com a aula que abordou o tema Noções sobre Psicanálise.  Este grupo iniciou sua jornada em busca de uma nova maneira de trabalhar o poder da mente em favor da realização de seus desejos pessoais, profissionais e espirituais.

IMG_8173copy

IMG_8180copy IMG_8187copyIMG_8182.copy

Empresa de assessórios de moda começa 2013 buscando o sucesso

Dr. Júlio Gomes foi convidado pela empresa de assessórios de moda, Aramez, para realizar o curso “Alcançando Além das Metas”. O primeiro módulo, realizado dia 19 de janeiro, contou com a presença dos funcionários e diretores da Aramez. Ao final da palestra todos se mostraram interessados nos temas abordados e confirmaram presença no próximo encontro, que  acontecerá no primeiro sábado de fevereiro.

IMG_7861-A

IMG_7869-B

IMG_7887 teste copy

 

 

 

Os outros te vêem com os teus olhos

Dr. Júlio Gomes

Minha última paciente de uma quinta feira de muito trabalho seria Daniela (nome fictício) que me procurava pela primeira vez para um tratamento de Hipnoanálise. Daniela entrou em contato comigo por indicação de outra cliente que teve sua vida poderosamente transformada em função das técnicas de hipnose.

Ao chegar ao consultório a paciente relata que se acha feia desde a infância e que isto é tão verdade que sofreu muito na época de escola com o sarcasmo e menosprezo de colegas e até hoje em algumas situações sua condição de feia atrapalha a sua vida. Teve poucos namorados e no relacionamento atual não se sente tratada com o valor que merece.

Neste exato momento eu vislumbro a confirmação de minha teoria de que as pessoas nos vêem não com seus olhos, mas com os nossos olhos. Daniela é uma jovem bonita, elegante, inteligente com ares de uma artista global.  Então por que é vista como feia? A resposta é muito simples: ela é vista como feia porque ela se vê como feia.

A maneira como você se vê é a maneira que as pessoas te vêem, da mesma maneira que você se valoriza as pessoas vão te valorizar, da mesma maneira que você se ama as pessoas vão te amar e assim por diante.

Para uma vida de sucesso, prosperidade, alegria, respeito e muito mais, tudo começa em seu interior, ou seja, veja-se e sinta-se um sucesso, prospero alegre e acima de tudo respeite-se sempre em todos os sentidos e em todos os momentos de sua vida. É exatamente desta maneira que as pessoas a sua volta vão vê-lo e percebê-lo.

É uma pena que vocês, que estão lendo este artigo, não encontrarão Daniela depois de alguns meses de tratamento. Mas com certeza quem a conhece vai percebê-la de outra forma, como uma bela jovem, de valor e que angaria respeito e admiração dos que estão a sua volta.  E é assim que todos irão enxergá-la, porque estarão vendo Daniela a partir dos olhos dela (refletindo seu interior) e não a partir  dos próprios olhos.

 

Por que muitas vezes fazemos o que não queremos?

Dr. Júlio Gomes

 

Estava na fila do caixa do supermercado e uma senhora a minha frente comentava que tinha pensado em comprar apenas dois produtos e estava levando onze, ou seja, nove produtos a mais. As pessoas em volta, ao ouvirem o comentário, concordaram afirmando que nunca entram em um supermercado e compram apenas o que programaram, sempre levam produtos a mais. Uma das pessoas chegou a dizer que muitas vezes compra até o que não precisa.

Parado ali, na fila, observando a situação, fui “transportado” há alguns milênios atrás, lembrando o que Sócrates dizia: ”Conhece-te a ti mesmo”. Porque situações como esta, de fazer o que não quer ou o que se não tinha planejado, só acontecem em função das pessoas não conhecerem a si mesmas e como conseqüência não saberem o que realmente querem.

Você pode estar se perguntando: e por que as pessoas não se conhecem? Talvez a resposta até pareça muito simples, mas é a pura verdade: as pessoas não se conhecem porque não se dedicam a se conhecerem. Agora, reflitam um pouco: de que adianta conhecer toda ciência e todos os mistérios dos céus e da Terra se não conhecemos a nós mesmos?

Você pode perceber que a maioria das pessoas tem tempo para uma infinidade de coisas, mas nunca tem tempo para se dedicar a si mesmo, como ter um tempo para olhar para dentro ou procurar algum programa de autoconhecimento. A ciência comprova a eficácia de várias técnicas como meditação, vida espiritual ativa (independente do tipo), auto-hipnose, Yôga e muitas outras. Deve-se buscar a maneira que mais se adapta a você!

Entretanto, muitas vezes as pessoas não se dedicam a se conhecerem com medo delas mesmas. Já se acostumaram tanto a estar focado no exterior que aquela pessoa que vive lá no fundo de cada um de nós é um mero desconhecido.

As coisas não deveriam ser assim, pois quanto mais nos conhecemos, mais temos condições de saber o que realmente precisamos comprar, ler, ver, viver e etc. Quanto mais nos conhecemos mais condições temos de viver uma vida plena, cheia de força, poder e energia. Sabendo quem somos podemos dizer não ao que realmente não queremos. Quanto mais nos conhecemos, mais temos condições de satisfazer os verdadeiros desejos de nosso coração.

A Ciência e o Poder da Mente

Dr. Júlio Gomes

Deparamo-nos com o fenômeno mental que descrevemos como sendo uma crença na onipotência de pensamentos… este fenômeno reside numa super estimação da influência que nossos atos mentais… podem exercer na alteração do mundo externo… toda magia… repousa nesta premissa. (Freud Vol. XXIII pg.. 127)

Na época de Freud “super estimar” a influência de nossos atos mentais sobre os acontecimentos do mundo externo era realmente coisa de magia. Não se tinha uma explicação cientifica para tal ocorrência e o assunto ficava então relegado ao mundo do misticismo, da crendice e da magia.

De lá para cá muita coisa mudou, conhecimentos foram adquiridos e o poder da mente, ou a “super estimação” da influência de nossos poderes mentais na alteração do mundo externo, já pode ser visto hoje com base nas novas descobertas científicas.

A própria manifestação da luz que diante de um observador se comporta como partícula e na ausência deste se comporta como onda, mostra que a presença de uma consciência (o observador) pode, naturalmente, interferir na manifestação dos fenômenos do universo. Isso leva a crer que este observador pode deliberadamente, de acordo com o seu desejo, alterar as manifestações do universo da maneira que desejar, ao seu modo, criando assim a sua realidade.

McFadden, Professor de Genética Molecular, da Universidade de Surrey,  do Reino Unido, afirma que a nossa mente consciente pode causar a manifestação física da nossa vontade, dando respaldo à idéia de que podemos alterar conscientemente o universo a nossa volta. Mas como isso ocorre?

A explicação biofísica é muito simples: nosso sistema nervoso funciona através de corrente elétrica. É comprovado que nosso cérebro funciona a 25 Watts e a física clássica afirma que toda corrente elétrica gera um campo magnético.  Aí está a resposta: pelo padrão elétrico de nossos pensamentos criamos um campo magnético que atrai para nossa vida aquilo que mais desejamos vividamente, de forma persistente e disciplinada.

Assim podemos alterar positivamente nossa condição em todos os níveis de nossa existência, criando a realidade através da influência que nossos atos mentais podem exercer no mundo externo.

*Hipnoterapeuta, psicanalista, escritor e odontólogo, ministra palestras de motivação, promove cursos sobre o poder da mente e auto-hipnose, dá atendimento individual.

 

 

Alcançando Além das Metas

Este livro é quase um manual de como direcionar nossa vida para o sucesso, lembrando que o sucesso depende do desejo de cada pessoa, e o que é importante para uns não tem o mesmo valor para outros. Desejar é antes de tudo ter certeza do que se quer nesta vida e a busca é individual. Cada um tem seu caminho e por isso mesmo os desejos devem estar sintonizados com a nossa realidade.

Talvez a grande dificuldade para chegar onde se quer esteja na simplicidade da ação: segundo Dr. Júlio Gomes basta desejar e sentir o desejo como se já tivesse sido realizado. Parece simples demais, mas não é. A mente humana é capciosa e, além disso, guarda na memória ensinamentos que muitas vezes caminham para o negativo: não posso, não consigo impossível para mim, etc.

Vencer essas barreiras, que parecem frágeis, mas que impedem muitas caminhadas, é um dos objetivos desse livro, que vai além e mostra como mudar a vibração que limita por outra que abre portas. São técnicas simples e que podem ser praticadas por qualquer pessoa em qualquer lugar. Melhor ainda, ele mostra como esses pensamentos limitantes estão próximos de cada indivíduo o tempo todo e alerta para a importância de estar sempre vigilante.

Ficou curioso? Então experimente, abra uma página e comece uma viagem com novos caminhos positivos e recheados de sucesso e amor.



Editora: Editora Água Branca
Data de publicação: 31 de janeiro de 2011
Páginas: 148
Preço: R$24,90

Território em Paz no Oceano de Estresse

Neste livro Dr. Júlio Gomes ressalta como o avanço da medicina aumentou a longevidade, mas não ofereceu a contrapartida: qualidade de vida. Ele lembra que hoje sofremos de doenças que tempos atrás mal eram conhecidas e agora quase se tornaram verdadeiras epidemias: Alzheimer, enfartes antes dos 50 anos, câncer, e depressão, que já foi até considerada doença do século.

Os fatores que contribuem para essa situação são muitos e até bem conhecidos: falta de tempo para fazer exercícios físicos, má alimentação, excesso de preocupações, falta de valores, etc. Tudo isto gera o que Júlio Gomes considera “o mal da civilização” – o estresse.

Uma das preocupações do autor é trabalhar o corpo físico desde os exercícios, passando pelo desabafo verbal, mudança do foco negativo para o positivo, atividade sexual e uma alimentação saudável. A partir do corpo físico saudável é preciso trabalhar as questões mentais para entrar em uma sintonia onde é possível encarar os problemas de forma tranqüila, lembrando sempre: corpo saudável mente saudável. “É nesta trilha que podemos encontrar um território em paz mesmo vivendo em um oceano de estresse”, Julio Gomes garante.



Editora: Editora Água Branca
Data de publicação: 1 de janeiro de 2012
Páginas: 144
Preço: R$24,90

Dançando com Deus

 

 

capa 01

Sabemos que existem várias interpretações dos ensinamentos bíblicos: a católica, evangélica, espírita além de várias      linhas esotéricas. Neste livro Dr. Júlio Gomes expõe mais uma interpretação, que também tem a promessa de mudar sua vida para melhor, para isso ele apresenta uma interpretação onde mostra que a Bíblia já dizia desde os tempos antigos, que o homem é aquilo que ele pensa.

Dr. Júlio Gomes já leu a Bíblia completa algumas vezes e quando entrou em contato com autores que falavam sobre o poder da mente e a lei da atração, ele percebeu que tudo que lia já havia encontrado no mais importante livro sagrado do Ocidente: a Bíblia: “percebi uma íntima relação entre os ensinamentos a respeito do poder da mente e os ensinamentos bíblicos e resolvi construir uma ponte, ou seja, fazer a ligação entre eles e mostrar que essa verdade foi descoberta há mais tempo do que se pode imaginar”, explica o autor.

O que é apresentado nas páginas desse livro não é a totalidade do ensinamento bíblico, e nem se propõe a fechar questão. Na verdade, o que Dr. Júlio Gomes pretende em Dançando com Deus é oferecer uma base para novas reflexões sobre os ensinamentos apresentados na Bíblia e o poder que temos de transformar nossas vidas a partir desse conhecimento.

2ª Edição: 2013

Dr. Júlio Gomes fala sobre Auto-Hipnose na BHNEWSTV (vídeo)

Júlio Gomes de Souza foi entrevistado no programa Revista na BHNEWSTV no dia 27 de julho de 2012, quando falou sobre o que é a Auto-Hipnose e como essa essa ciência pode ajudar as pessoas a focarem em seus objetivos e conseguir realizar os desejos. Acompanhe a entrevista completa:


Seu Desejo é uma Ordem na ASCOAP

A convite da ASCOAP – Associação dos Comerciários Aposentados e Pensionistas – Júlio Gomes ministrou pela segunda vez a palestra “Seu Desejo é uma Ordem”.  O encontro, no dia 9 de julho de 20121, foi aberto ao público e contou com a presença de associados e pessoas interessadas  no assunto. Muitos associados que acompanharam a primeira palestra voltaram e mais uma vez elogiaram a dinâmica de Júlio Gomes ao mostrar como podemos realizar nossos objetivos usando o poder da mente e do pensamento positivo.

Como o sistema nervoso pode influenciar nosso comportamento?

Neurofisiologia foi o tema abordado durante o terceiro módulo do Curso Auto Hipnose, um Recurso para o Sucesso, ministrado por Júlio Gomes de Souza. Um assunto que muitos podem considerar complicado foi apresentado de uma forma clara e acessível a todos. Os alunos se envolveram com a aula e o interesse acabou tornando o período de 12 horas do curso em um tempo pequeno para as discussões e questionamentos.

more “Como o sistema nervoso pode influenciar nosso comportamento?”

Como se manter em paz e alcançar o sucesso

Pessoas interessadas em mudar o estilo de vida  estiveram na livraria do Psicólogo  para conversar com Júlio Gomes de Souza sobre seu último livro “Território em Paz no Oceano de Estresse”. Júlio explicou ainda como as técnicas para criar o próprio território em paz independente das condições externas podem ser adaptadas e aplicadas para atingir novos patamares de sucesso pessoal. (09/02/2012)
more “Como se manter em paz e alcançar o sucesso”

Dr. Júlio no Brasil das Gerais (vídeo)

Roberta Zampetti entrevista Dr. Júlio Gomes e a jornalista Leila Ferreira.

O lançamento de um livro sempre é um momento de grande expectativa para o autor. O que dizer então da expectativa de DOIS autores, lançando dois livros baseados no mesmo tema? Os resultados não poderiam ser mais diferentes, lógico.

Um dos autores é Júlio Gomes de Souza, lançando “Território em Paz no Oceano de Estresse”; o outro é a famosa jornalista Leila Ferreira more “Dr. Júlio no Brasil das Gerais (vídeo)”

Curso Alcançando Além das Metas na ACMinas / Julho 2011

Encerrada  mais uma edição do curso Alcançando Além das Metas, ministrado pelo Dr. Júlio Gomes, na Associação Comercial de Minas Gerais. Motivados e dispostos a prosseguir incrementando as habilidades adquiridas, o grupo cercou o Dr. Júlio Gomes ao final da jornada.

Infinito Poder

Dr. Júlio Gomes

Todos nós nascemos para sermos felizes, prósperos, saudáveis, seguros, equilibrados e ainda vivermos em harmonia com tudo e com todos no universo. Gozar dos benefícios deste planeta que habitamos, é um direito de cada ser humano, portanto é um direito seu também. Viemos a esta vida para sermos os representantes legais do poder de Deus aqui na Terra. Não viemos para sofrer.

“Deus nos fez à sua imagem e semelhança” (Gn 1. 26) “um pouco menor do que ele mesmo e de glória e honra nos coroaste. Deu a nós domínio sobre as obras de suas mãos…” (Sl 8. 5 e 6). Assim, de acordo com a Bíblia, somos as únicas criaturas feitas à imagem e semelhança do criador e Ele nos deu poder e domínio sobre tudo que fez, sobre tudo que criou.

Acontece que o ser humano perdeu a consciência de sua verdadeira natureza, deixando de acreditar em si mesmo, ficando preso aos limites da ilusão de sua finitude. O homem perdeu a noção de seu poder, ficando incapaz de viver a experiência de seu estado natural de ser, que é o puro poder de Deus em seu interior, fazendo dele homem, um ser de infinitas possibilidades conscientes, da criação de sua própria realidade.

O objetivo da vida é proporcionar uma experiência de liberdade e contentamento ocasionado pela presença do poder interior, que existe dentro de cada um de nós. É como descobrir que a onipotência e a eternidade estão do nosso lado, para permitir criarmos, ao nosso modo, o sucesso e a alegria de nossa vida.

“O eu real, inicialmente um oceano infinito de onisciência, limitou a si mesmo para que pudesse experienciar a individualidade finita. Agora ele tem que se libertar das forças que o limitaram, para brilhar novamente como um oceano infinito de poder e luz”.
Tradição Kaula Tântrica

Muitos estão presos ao condicionamento limitante, produzido por seres que se permitiram ser limitados. Isso ocorre pela educação que nos é dada desde a infância, não permitindo o acesso à verdadeira realidade, nos tornando vítimas de nós mesmos, ou seja, vítimas da ilusão da limitação. Desconhecemos o fato de sermos nós os criadores de nossa realidade, através dos pensamentos e sentimentos.

Assim muitos não se preocupam com o que pensa nem em aprimorar ou mesmo se educar para ter pensamentos e sentimentos elevados, favorecendo a atração de situações positivas em sua vida. Muitas pessoas estão presas à inveja, raiva, egoísmo, vingança e outros sentimentos negativos, sem se darem conta de que o maior prejudicado por estes tipos de pensamentos e sentimentos são elas mesmas.

Lembre-se sempre que você é a imagem e semelhança de Deus. Esforce-se para poder refletir esta imagem da forma mais real possível. Desapegue-se deste tipo de sentimento negativo. Isto fará bem a você, a toda humanidade e até mesmo ao planeta. Ninguém no universo é mais importante para você, do que você mesmo. Sendo assim aprimore seu estado natural de ser e viva em abundância permanente cada dia de sua vida eterna.

Passe a ser a imagem e semelhança do amor e com certeza isto vai te trazer poder, criatividade, paz, equilíbrio, harmonia e todas as outras qualidades e habilidades de um ser elevado a caminho do ápice evolutivo. Em todo processo seja sempre paciente e curta a caminhada rumo ao poder supremo. Não deixe de curtir o despertar da luz de Brahama, de Buda, de Cristo, de Krishna, do universo transcendente em seu interior.

Na vida o tempo que dura o que se vive
não vale tanto quanto a intensidade com
que se vive o tempo.

Parece ser uma característica humana permitir o sofrimento. Inventar explicação para o sofrimento é algo natural na vida das pessoas. Cada explicação tenta afastar a responsabilidade do indivíduo pelas condições de sua vida. É difícil aceitar, mas cada um é responsável pelo sofrimento ou pela alegria presentes em sua vida e nada e nem ninguém mais tem esta responsabilidade. O universo à sua volta é o reflexo do seu universo interior.

“A mecânica quântica, uma das últimas fronteiras da física moderna, reconhece que o único mundo verdadeiro é aquele que reside na consciência do observador”
Tarananda Sati

O seu mundo é sua criação. O que ocorre no seu exterior é reflexo do que ocorre em seu interior. Aprimore seu mundo interior para ter um maravilhoso mundo exterior. Paz, alegria, contentamento, saúde, prosperidade, segurança, etc. não precisam ser conquistados, pois são direitos seu, desde antes de você ter uma vida física neste planeta. Estamos entrando em um novo tempo onde o crescimento e aperfeiçoamento interior serão os fatores primordiais na seleção natural do ser. Estarão aptos à vida, nesta nova era aqueles que buscarem o verdadeiro encontro com o seu eu interior.

“O mais importante aqui é dar-nos tempo suficiente para prestarmos atenção a nós mesmos”.
Bárbara Ann Brennan

Muitas pessoas não dedicam a si mesmas nem uma migalha de seu tempo. Passam a vida deixando que ela os leve para onde bem entender. São vítimas das circunstâncias e não autoras de suas histórias. São as que sofrem e inventam as mais diversas explicações para seu sofrimento. Não devemos ser assim. Devemos nos esforçar para construirmos a cada dia um ser mais evoluído, cheio de amor e luz.

O budismo tem um grande ensinamento sobre o despertar do poder interior:

“Talvez o budismo seja a única entre todas as grandes religiões que não clama pela revelação divina. Mais propriamente, é o ensino de um ser humano que, com seu próprio esforço, despertou para a lei da vida existente dentro de si mesmo”.
Maria de Lourdes dos Santos – adepta ao budismo de Nitirem Daishonim

As pessoas estão sempre falando aos quatro ventos que querem um mundo melhor. Mas este mundo melhor começa com a mudança interior. Não espere o mundo mudar para mudar também. Você tem que mudar primeiro e assim o mundo ao seu redor também mudará. O maior movimento para o qual a humanidade tem que se mobilizar é o movimento que traz crescimento e aperfeiçoamento interior.

Não busque fora o que está dentro.
Você é o reflexo do que crê.
Se crê em demônios, eles te amaldiçoam,
Se crê em Deus, Ele te abençoa
Se não crê em nada, o vazio te consome
Se crê em você, o universo se prostra
aos seus pés.

Como ser um Campeão na corrida do dia a dia

Dr. Júlio Gomes

João é um atleta e estava se preparando para uma importante competição. Depois de cinco anos de treinamentos severos, nunca menos de quatro horas por dia e no mínimo três vezes por semana, seu desempenho no momento da verdade foi quase perfeito. Uma fração de segundo de hesitação significou a diferença entre o quarto e o quinto lugares, o melhor que ele acreditava que seria capaz de atingir na meia maratona.

Depois de muito pensar a respeito, João concluiu não haver falha em seu preparo: dieta, peso, progressão do treinamento para atingir um pico de desempenho na época da prova. Então como explicar aquela hesitação? João fez esta pergunta inúmeras vezes a si próprio. E durante uma consulta odontológica, na última sessão de entrega de um trabalho de implante ele me conta sua história e me faz a mesma pergunta que vinha fazendo a si mesmo já havia algum tempo.

Especialista em implantes estudei psicanálise e hipnoterapia e comecei a trabalhar nesta área, quando os primeiros profissionais que se aventuraram nesta ciência eram tidos mais como mágicos e visionários do que como profissionais portadores de uma grandiosa técnica de tratamento. E com minha extensa experiência como professor de cirurgia, farmacologia e biossegurança, em relação ao trato com os alunos, deixei João à vontade para falar, não apenas sobre sua satisfação com o tratamento, como também sobre sua insatisfação pessoal com o resultado aquém do almejado depois de tanto preparo para aquela corrida.

Ouvi com atenção e sugeri que talvez pudesse ajudar um pouco. Isso porque depois de lidar vários anos com reparos físicos nas pessoas, fazendo cortes, estudando remédios e achando soluções em todos os sentidos para variados problemas físicos relacionados à boca, meu interesse tinha ido além da mera técnica. Curioso em saber por que algumas pessoas se recuperavam lentamente enquanto outras nem pareciam ter sido operadas depois de cirurgias praticamente idênticas, me formei em psicanálise me especializado em hipnoterapia clínica.

“A hipnoterapia pode fazer alguma diferença nisso” foi a frase que levou João a marcar algumas consultas – foram oito em três meses -, mas o objetivo combinado foi tão somente aliviar o estresse, dando a João técnicas e habilidades com que ele pudesse contar quando precisasse de relaxamento em momentos de grande tensão.

Após o término do tratamento durante os meses seguintes pensei algumas vezes no cliente e sua possível evolução. Finalmente surgiu uma oportunidade, um encontro casual, e perguntei ao João como tinham sido os resultados, se ele tinha participado de mais alguma corrida… e recebi esta resposta:

“Pra te dizer a verdade, nem me preocupei mais com isso… as corridas são importantes, mas o que fez diferença mesmo pra mim foi outra corrida: a do dia a dia. Depois daquelas sessões passei a me sentir mais confiante, capaz de sentir e fazer coisas que antes eu nem desconfiava que fosse capaz. ISSO foi muito importante pra mim. Na corrida esportiva, participei de outra prova há um mês, fui super tranqüilo e tive um desempenho diferente ao da outra vez. Cheguei em segundo lugar! Acho que eu te devo essa.”

 

 

 

 

 

 

 

 

O Equilíbrio reflete sua Verdadeira Imagem

Como Crescer e Aperfeiçoar Interiormente

Dr. Júlio Gomes

Muitas vezes diante de algumas situações da vida nos sentimos impotentes e sem força para lutar. Às vezes são situações simples, rotineiras,que de repente bloqueiam o raciocínio– e automaticamente a ação.

Isto acontece porque no decorrer da vida somos programados para não reconhecer o poder que existe em nosso interior. A agitação do dia a dia nos enreda de tal maneira que nem percebemos que vamos perdendo o equilíbrio e a confiança em nós mesmos. Logo, a chave mestra que abre todas as portas para o domínio de si mesmo e conseqüente domínio de tudo à sua volta é o EQUILÍBRIO.

Preste atenção nesta situação: imagine-se sentado à beira de um lago. Neste lago existem várias pessoas nadando, andando de Jet sky, jogando pólo aquático e etc. Em função disto suas águas estão agitadas, conturbadas, mas nem por isso deixam de refletir a imagem do céu. Só que neste caso refletem a imagem de forma distorcida e conturbada, mas refletem.

Suponha agora que as pessoas fossem embora, até que não restasse mais ninguém agitando as águas do lago. Assim, aos poucos elas iriam se equilibrando, ficando serenas e harmoniosas. Desta forma passariam a refletir, com fidelidade, a imagem do céu azul, límpido.

Desta mesma maneira ocorre conosco. Quanto mais equilíbrio e harmonia interior houver, mais domínio de si mesmo e das situações à sua volta você terá. Você passará refletir com fidelidade a sua verdadeira imagem e semelhança com o criador e como resultado, esta atitude trará sucesso em todas as áreas de sua vida, naturalmente e sem esforço.